Hoje... hoje sinto-me fútil.

Coisas que quero sem saber bem porquê, mas que ao me questionar "porque é que quero estas coisas?", a resposta que obtenho de mim mesma é:
Porque sim, ora!
1ª coisa fútil: uns óculos, desde que perdi os meus que sinto que não sou a mesma pessoa.
2ª coisa fútil:um guarda chuva, especialmente se for aquele que eu vi no outro dia.
3ª coisa fútil: tecidos, apetece-me fazer coisas.
4ª coisa fútil: pintar o cabelo de uma cor qualquer... ruivo, loiro escuro, sei lá, qualquer coisa que me faça esquecer este desastre "cabeleireirico" que estou a atravessar com um corte de cabelo pavoroso que me faz parecer uma maçã (não faz, se fizesse até que era bom).
5ª coisa fútil: ganhar o euro milhões ou coisa parecida (era bom não ter que pensar em dinheiro, já chega ter de pensar se tomei ou não a pílula - hum!?).
6ª coisa fútil: expulsar as minhas ideias fenomenais da minha cabeça (quando tenho muitas ideias é difícil criar o que quer que seja, é só ruído - vvzzzzjjjjjjzjsdgdgttttatasfdddchhhhchcchhc).
7ª coisa fútil... aaahhh, e por aí adiante: não ter vento, ir ao pedicure, manicura, não ter pele seca e acabar com os problemas hormonais de uma só vez... ter um tesoura que corte! Bah... fútil!

1 comentário:

Simarik disse...

De vez em qdo até as pequenas futilidades da vida funcionam como uma pequena terapia...As minhas depressões, curo-as no Shopping :)))