memórias

Mesmo antes de adormecer sonhei com um livro. Era uma história fantástica que me manteve acordada naquele limiar do sonhar e do despertar durante longos momentos enquanto a escutava na voz de algum personagem foragido. Quis agarrar-me àquela história antes de ser catapultada para o sono profundo, mas quando dei por mim era tarde de mais. Acordei sem memória da história, apenas daquela voz que ma contava.

2 comentários:

Patrícia Lino disse...

Hoje sonhei que milhares de pessoas subiam, em Alexandria, para cima da estátua de Alexandre, e eu gritava-lhes:

- POR FAVOR, SAIAM DAÍ! Bucéfalo só pode ser montado por Alexandre!

E ninguém me ouviu. Caíram todos. É tudo o quanto posso lembrar.


Um abraço, Narcisa.

Cleice Souza disse...

:)